Conforme contou à polícia, a idosa foi acordada pelo invasor, em seu quarto. Os policiais acreditam que ele tenha entrado no prédio pelo telhado e ingressado no apartamento da vítima pela janela da sala.
Tentando acalmar a aposentada, o suspeito teria pedido calma e continuou a andar pelo apartamento. Enquanto tentava sair do imóvel, foi surpreendido pela vítima, que tinha no armário um revólver calibre 38 guardado há 35 anos.
Conforme os policiais, o intruso teria tentado desarmar a idosa, que disparou, acertando o peito e uma das pernas do invasor. Assustada, ela se trancou no apartamento e chamou a polícia.
A aposentada passa bem. Ela prestou depoimento na 2ª Delegacia de Pronto-atendimento e foi liberada. Ela deverá responder ao inquérito em liberdade por se tratar de legítima defesa. Até a noite desse domingo, o homem não havia sido reconhecido por familiares no Instituto Médico Legal de Caxias do Sul.